Toshyro Inovação e Tecnologia

Logística verde: o que é e quais seus impactos positivos

Logística verde: o que é e quais seus impactos positivos

A logística industrial, do recebimento dos insumos à entrega dos produtos acabados, é complexa e envolve uma série de materiais, recursos, tecnologias e processos, que sem o devido cuidado podem afetar o meio ambiente e até mesmo a própria empresa. Daí a importância de planejar uma logística verde, também chamada de ambiental, que busca reduzir os impactos negativos internos e externos e ser economicamente sustentável.

É uma linha de gestão e operação já seguida por muitas empresas há décadas, cada vez mais importante por questões ambientais, financeiras e legais. Ou seja, além de uma necessidade, é uma maneira de elevar o patamar do negócio em pontos diversos.

Sua adoção pode exigir investimentos, mas tem potencial de gerar retorno tangível e intangível, como mostraremos a seguir, após conceituar essa logística e mostrar o que ela envolve.

O que é logística verde?

O conceito refere-se a um processo logístico sustentável com o menor impacto ambiental possível. Na prática, inclui ações como:

  • redução de consumo de materiais;
  • máximo reaproveitamento e reciclagem;
  • redução de produção de lixo e rejeitos;
  • tratamento interno ou terceirizado de resíduos e manuseio e armazenamento corretos deles;
  • políticas para redução de emissão de poluentes de veículos;
  • logística reversa;
  • ações sustentáveis para aproveitamento de recursos nos processos.

A implantação de uma logística ambiental envolve planejamento de uso dos recursos, desenho de uma logística sustentável e inovação. Pode incluir também investimentos, mas que geram retorno em eliminação ou redução de despesas, principalmente por ações que passam a ser economicamente sustentáveis.

Logística reversa não é logística verde

Por serem conceitos relacionados, muitas vezes há confusão e eles podem até mesmo serem equiparados. Mas a verdade é que são coisas diferentes, e a logística reversa é um dos braços da logística verde, tratando apenas do retorno de materiais, embalagens, resíduos e outros e a destinação deles.

A logística reversa não abrange, por exemplo, outras chamadas ações verdes, como busca de alternativas para recursos naturais e gerenciamento diferenciado de frotas. Como ela, esses outros processos são braços do todo que é a logística ambiental.

Quais são os impactos internos e externos da logística verde?

Melhoria da reputação da empresa

Cada vez mais clientes, fornecedores e parceiros se preocupam com os efeitos ambientais das empresas com as quais trabalham ou das quais compram produtos. Isso porque o efeito estufa e outros resultados do aquecimento global recebem atenção crescente no mundo todo.

Negócios que demonstram preocupação com o meio ambiente e o clima, especialmente em ações práticas implantadas em suas infraestruturas e com resultados medidos e publicados, acabam tendo uma imagem mais positiva perante clientes e outros stakeholders.

Mais valor da marca para a comunidade

Uma indústria que gera empregos para uma região e arrecadação de impostos para a prefeitura da cidade tem valor nesse contexto. Mas pode ser totalmente mal vista perante a população regional se for uma fonte de danos ambientais.

Tendo cuidado com ar, água e solo locais, a empresa pode conseguir vantagens e apoio em seus projetos — dando contrapartidas — e ainda atrair os melhores talentos de áreas diversas da região. E claramente pode ter a preferência de distribuidores e consumidores.

Redução de custos

A captação de água da chuva para determinados usos pode reduzir em muito os valores das contas de fornecimento de água e saneamento. O mesmo vale para a energia elétrica, que pode ser trocada pela energia solar.

Gastos também podem ser reduzidos com consumo consciente de materiais e embalagens e com um processo de logística reversa que produz menos lixo e reaproveita mais itens.

Além das práticas de rotina, há eliminação de custos com possíveis multas aplicadas por órgãos ligados ao meio ambiente. E normalmente essas autuações são acompanhadas de solicitações de mudanças em processos e infraestrutura, aumentando ainda mais os custos do desrespeito ao meio ambiente e à legislação ambiental.

Como implementar um processo de logística verde?

Em geral, o critério ambiental tem de passar a ser permanente em todas as decisões tomadas pela logística e nas escolhas de soluções. Junto a ele, a sustentabilidade tem de conduzir o planejamento de processos, de recursos e da infraestrutura.

Por exemplo, ao adquirir materiais para embalagens e até mesmo para a produção, a indústria deve dar preferência a recicláveis e itens que gerem menos impacto ambiental por outras características. Já na logística reversa tem de buscar o melhor destino para os itens e o reaproveitamento interno daqueles que possibilitarem isso.

A troca de fontes tradicionais de recursos é outra ação importante para ter uma operação mais limpa e sustentável, como captação de água e energia solar, que citamos anteriormente.

Quanto a pontos da infraestrutura que não podem ser trocados, como os combustíveis de caminhões, é possível reduzir ao máximo os impactos. A manutenção preventiva e periódica, com monitoramento de veículos, é uma forma de limitar as emissões de gases poluentes e maximizar o aproveitamento de combustível. E caso seja viável, a renovação de frota própria pode ocorrer com caminhões elétricos ou híbridos.

A ajuda especializada pode ser um diferencial para alcançar bons resultados e tornar válidas as ações anteriores, como uma assessoria de legislação ambiental — importante para o compliance legal, boas práticas gerenciais e mudanças globais, não somente na área logística.

Por fim, os indicadores não podem ser ignorados, pois são eles quem vão atestar a veracidade das publicações da empresa, a viabilidade de seus projetos e o sucesso das mudanças. E caso os resultados obtidos não sejam satisfatórios, são esses indicadores que vão demonstrar isso.

A logística verde tem capacidade de tornar os processos logísticos mais responsáveis social e ambientalmente e de reduzir o impacto financeiro do setor na empresa. Portanto, deve ser algo bem planejado e implementado.

Para ler outros conteúdos como este, importantes para a área logística industrial, deixe seu e-mail abaixo e passe a receber as novidades da categoria.